Terminou 14ª campanha arquelógica no Crastoeiro

crastoeiro

Terminou no passado dia 28 de Julho a 14ª campanha de escavações arqueológicas no Crastoeiro que se tinha iniciado no passado dia 3 de julho. Orientada por António Pereira Dinis, arqueólogo ligado a este sítio arqueológico desde os anos 80, esta campanha contou com a presença de alunos da licenciatura em arqueologia da Universidade do Minho, ao abrigo do protocolo assinado entre esta Universidade e a Câmara Municipal de Mondim de Basto.

Este projeto arqueológico, financiado pela autarquia desde 2016, prolonga-se até 2020 e integra uma vertente de ensino-aprendizagem da arqueologia articulada com o currículo escolar dos alunos daquela Universidade. A campanha agora realizada, que englobou sondagens por georadar e por magnetómetro e um levantamento da planta por fotogrametria, com recurso a drone, insere-se num projeto mais amplo de valorização e conservação do Crastoeiro com vista à melhoria das condições de visitação do público. Esta aposta ganhou novo impulso com a entrega do prémio Secil Universidades Arquitectura 2014 a Joel Dinis, formado em Arquitetura pela Universidade do Minho, pela sua tese de mestrado “O Crastoeiro, a biografia do Lugar como instrumento no projecto de Arquitectura”. Recorde-se, por fim, que a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) está em vias de classificar este sítio arqueológico como de "interesse público.

INFORMAÇÕES

IMG 0702

CARTAZ NATAL 2017

CARTAZ CINEMA DEZEMBRO 2017

CARTAZ claudia barriguinha

Horário

 

De Segunda a Sábado

09h às 17h

(aberto à hora do almoço)

REDES SOCIAIS

Catálogo

logo fundacao

LIGAÇÕES

CMMB

 

MM

 

ZCM